domingo, 26 de março de 2017

Mulher diz ter sido roubada, sequestrada e torturada


Uma mulher de 27 anos compareceu a 7º Subdivisão Policial de Umuarama, no final da tarde de sábado (25), para prestar queixa de um suposto roubo seguido de sequestro. Ela disse que foi torturada pelos bandidos. A Polícia Civil está investigando o caso.

Segundo a vítima, três homens a abordaram enquanto ela dirigia seu carro, o Fiat Uno, placas AWK-7648, na avenida Ângelo Moreira da Fonseca, próximo à Zaeli, na noite de sexta-feira (24). Os bandidos estariam em outro carro, um Gol branco e fecharam o carro da mulher quando ela passava por um quebra-molas.
A vítima disse foi ameaçada de morte e torturada pelos sequestradores durante toda a madrugada. Ela teria levado chutes na boca e sido queimada com cigarros. Segundo seu depoimento, os bandidos ficaram dando voltas pela cidade.
Na manhã de sábado, ela teria sido libertada em uma mata, próximo ao local onde ela disse que foi abordada. A vítima informou à polícia que andou quase o dia inteiro para conseguir sair da mata.
O veículo foi recuperado pela própria família da vítima, encontrado nas imediações da rodoviária e neste momento encontra-se apreendido na Delegacia de Umuarama.
De acordo com o superintendente da 7ª Subdivisão Policial de Umuarama, Milton Carlos Cinque, as investigações estão apenas começando.
“Não será a única linha de investigação. Todas as possibilidades de descobrir a verdade serão averiguadas pelo GDE e pelo delegado operacional”, disse o superintendente em entrevista a OBemdito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário