quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

MARINGÁ: Gaeco investiga achado de dinheiro em armário da Secretaria de Saúde

O Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) abriu um inquérito para investigar o achado de cerca de R$ 2,3 mil em dinheiro, cheques, um pingente e roupas em um armário, na antiga sala ocupada pelo Comitê de Aleitamento Materno da Prefeitura Municipal de Maringá. Os três servidores que fizeram a descoberta compareceram nessa segunda-feira (23) à sede do órgão e pediram uma investigação. O delegado Elmano Rodrigues Ciriaco contou que os servidores faziam a retirada de materiais da sala, desativada desde o ano passado, quando a servidora que coordenava o comitê de aleitamento se aposentou. Na mudança, já que o local iria abrigar outra repartição, veio a surpresa pela descoberta dos objetos e dinheiro. Nesta terça-feira (24), o delegado ouviu a servidora que ocupava a sala. “Ela alegou que junto com a quantia apreendida havia documentação que justificava a prestação de contas, o que vai demandar uma análise documental”, declarou. Essa servidora indicou outros nomes que devem ser ouvidos nos próximos dias. Existe a suspeita que os objetos estariam no armário há mais de dez anos, já que foram achados cheques de 2005 e mais de R$ 20 em notas de R$ 1, não mais em circulação. “Quando nós fomos fazer o depósito judicial desse dinheiro, que é o nosso procedimento, o banco nem recebeu essas notas”, contou o delegado. O inquérito tem prazo de 30 dias para correr. “Era uma servidora pública que era diretora, tinha o dever de atuar com transparência, legalidade, respeitando os preceitos da lei”, ressaltou. A investigação vai apontar se houve uma falha administrativa, do não depósito desse dinheiro, possivelmente de doação ao Comitê de Aleitamento Materno, ou má-fé de algum servidor, no desvio desses valores. Massa News

Nenhum comentário:

Postar um comentário