sábado, 29 de outubro de 2016

Denúncia que deve chegar ao MP pedirá até perícia no servidor do município de Maringa.

O fim do contrato entre a Prefeitura de Maringá e a Tecdet Tecnologia em Detecções Comércio, Importação e Exportação Ltda., de Bragança Paulista, deve acabar na justiça. A empresa, que operava os pardais de Maringá até o meio do primeiro semestre, estuda pedir indenização pelos prejuízos que teve, estimados, entre R$ 8 e R$ 10 milhões, com a suspensão do contrato pela administração Pupin/Barros. Com a  locação de equipamentos e de software, a prefeitura gastava R$ 2.333.849,40 com a Tecdet, mas a renovação dos serviços não aconteceu porque o município alegou que não recebeu os documentos. A empresa diz que o contrato renovado foi enviado por Sedex e chegaram a ser publicados no site da prefeitura. A denúncia que deve chegar ao MP pedirá até perícia no servidor do município. Há forte suspeita de que a prefeitura tenha infringido a Lei de Responsabilidade Fiscal ao promover uma renúncia fiscal e não cobrar multas emitidas pelos equipamentos. Fonte: Rigon

Nenhum comentário:

Postar um comentário