quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Quatro carretas pegam fogo em Posto

A cidade de Mauá da Serra ficou assustada e impressionada  com um incêndio que pode ter origem criminosa e que aconteceu  no Pátio de um Posto de Combustível  Higashibara, que fica na Avenida Ponta Grossa. Sete  carretas foram atingidas; quatro  destruídas e outras duas completamente destruídas não restando se quer a placa para que fossem identificadas; e ainda a sétima carreta que sofreu apenas alguns danos.   Muitas pessoas foram para o local  sem entender o que estava acontecendo; o incêndio começou por volta das   02h20min,  e o  dano  poderia ter sido  ainda maior, caso houvesse a explosão das bombas de combustíveis, mas segundo a Defesa Civil, o vento fez com que as chamas fossem direcionadas para o lado da Rodovia, a BR376, evitando o aquecimento das Bombas.   Segundo a Polícia Militar, ao chegar no local,  o  vigia do Posto, de nome  Elizeu Marques,  relatou que quando visualizou a situação,  as carretas já estavam tomadas pelas chamas. Outro vigilante, que faz  rodas noturnas, afirmou  que pouco antes  notou a presença de uma camionete de cor branca, provavelmente uma Amarok,  que estava próximo as carretas, e também um indivíduo que saiu correndo do pátio do posto e entrou  na referida camionete; logo em seguida o fogo começou.   Das seis carretas que foram completamente destruídas, três seriam da empresa Seara, e segundo um dos motoristas que dormia no caminhão e correu ao ouvir um estouro, há possibilidade do  incêndio ter relação com a greve dos caminhoneiros.  Eles estariam parados no local,  para evitar bloqueios em Rodovias de acesso a Londrina ou Apucarana.  Câmeras de seguranças de estabelecimentos comerciais que ficam nas proximidades estão sendo checadas.  As quatro primeiras carretas queimadas que foram identificadas são: Duas Mercedes Benz, a primeira com  placas  AXF- 4799 e a segunda - placas AXC-2520  e ainda  duas Scanias  placas AXI-9219  e  AXI-9214; todas com semirreboque. Blog do Berimbau.


Nenhum comentário:

Postar um comentário