quarta-feira, 15 de julho de 2015

MARINGÁ: Bebê agredida sai do hospital e vai para abrigo


Tantas notícias tristes por conta de pessoas que morreram em acidentes no final de semana, veio uma notícia alegre confirmando a saída da bebê de apenas 2 meses que estava internada no Hospital Universitário de Maringá após ter sido agredida pelo próprio pai de 27 anos. Após ficar 19 dias no hospital, a criança que recentemente tinha deixado a UTI e ido para o quarto, agora recebeu alta médica do H.U. A equipe do Conselho Tutelar de Maringá buscou a bebê no final da manhã desta segunda-feira (13) para ser levada para um abrigo no qual não foi divulgado o local para preservar a integridade do bebê. Antes de deixar o Hospital Universitário, o conselheiro tutelar Laércio Ribeiro que acompanhou a situação da criança deixou a mãe pegar a filha no colo para se despedir. Uma decisão judicial provisória da Vara da Infância e Juventude manterá a menina longe dos pais até o final do procedimento instaurado pela Polícia Civil e Ministério Público. A bebê além de ter uma fratura de clavícula, teve trauma de crânio, hematomas nos olhos e queimaduras no corpo causados por um ferro de passar roupas. No dia 24 de junho, a mãe saiu de casa para ir ao mercado e deixou sua filha aos cuidados do pai. O tempo que a mãe passou na rua foi o suficiente para Leonardo Telmo Kunz de 27 anos agredir a criança. Em seu depoimento, a mãe da menina negou qualquer tipo de agressão, e que não sabia que seu marido tinha batido na bebê. Durante esses dias de internação, a mãe ficou todo o tempo no hospital acompanhando o quadro de saúde da filha. Deus fez milagre na vida desse criança. Deus tem um propósito muito grande na vida dessa bebê. Não podemos esquecer de toda equipe médica do Hospital Universitário de Maringá que de forma atenciosa cuidou desse anjinho com muito amor e carinho. André Almenara

Nenhum comentário:

Postar um comentário